Últimas...
23-12-2017
DIGIHEART – TECHNOLOGY AND CREATIVITY
Decorridos 5 anos de atividade é com grande orgulho que a DIGIHEART anuncia a nova página de internet e uma nova imagem corporativa, que revela a aposta em dois setores fundamentais para o tecido empresarial português, a tecnologia aliada à criatividade.

A aposta e reforço no setor das tecnologias de informação levou à consolidação das várias áreas de negócio como os serviços “cloud”, segurança informática, infraestruturas tecnológicas e consultoria em projetos de investigação e desenvolvimento. Esta consolidação com o reforço nas competências sociais, humanas e profissionais pretende projetar a DIGIHEART para os próximos anos no setor das tecnologias, onde os desafios são cada vez maiores e mais exigentes.

A criação e capacitação do setor da criatividade pretende colocar a DIGIHEART como uma referência na área das indústrias criativas na zona norte de Portugal. Este é um setor em claro crescimento e que aliado às competências tecnológicas que a DIGIHEART detém, cria serviços de qualidade ímpar ao nível do território nacional e internacional.

Os nossos princípios mantem-se, pretendemos dar continuidade a um projeto empresarial sustentável, nas vertentes profissionais, humanas, sociais, ambientais, financeiras onde os colaboradores, clientes e fornecedores se sintam acolhidos e as suas necessidades sejam ouvidas, criando assim o verdadeiro trabalho em parceria e uma sociedade melhor.
22-12-2017
Regulamento Geral de Proteção de Dados para PME
Em maio de 2016 foi aprovado o regulamento geral de proteção de dados (RGPD) pela Comissão Europeia com 2 anos de período de adaptação.

Titulo oficial (transcrição): “Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de abril de 2016, relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados e que revoga a Diretiva 95/46/CE (Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) (Texto relevante para efeitos do EEE)”.

Este regulamento aplica-se a todas as organizações, públicas ou privadas, que realizem tratamento de dados pessoais dentro do âmbito definido do regulamento em causa. O formato de regulamento europeu não obriga à transposição para a legislação nacional dos estados membros.

A DIGIHEART no âmbito da sua política de qualidade e apoio aos seus clientes, desenhou um modelo de gestão para a implementação deste regulamento nas organizações, com as valências necessárias: requisitos legais, organizacionais, tecnológicas e técnicas. O foco deste modelo de gestão são as pequenas organizações que não estão dotadas de recursos internos ou de capacidade financeira, para a contratação dos serviços externos, para o desenvolvimento de todo o processo e aquisição das tecnologias necessárias. O modelo da DIGIHEART, vê esta alteração legal como oportunidade de evolução das organizações na criação de valor e proteção do seu negócio.
22-12-2017
Programas Informáticos para Sequestro de Dados
O RANSOMWARE! - No mundo das tecnologias de informação e comunicação e em particular da segurança informática existe um tipo de programa informática que utiliza técnicas de encriptação de dados para sequestrar os dados das organizações, este tipo de programa é conhecido como “Ransomware”.

Este tem sido um dos problemas dos últimos anos para as organizações, uma vez que este tipo de programas explora as vulnerabilidades de comportamento dos utilizadores, em particular na utilização do correio eletrónico, para invadir os computadores das organizações e com técnicas de encriptação sequestrar os dados. Após este processo é solicitado às organizações determinada quantia de dinheiro, normalmente em moeda digital (sendo a mais conhecida o “bitcoin”), para recuperarem os seus dados, uma vez que não os conseguem obter de outra forma, nomeadamente pela falta de cópias de segurança.

A grande maioria das organizações não se encontra preparada para este tipo de vulnerabilidades e geralmente são aconselhadas a despender dinheiro, a comprar programas informáticos de proteção sem uma correta avaliação da sua infraestrutura tecnológica.

A necessidade de tornar uma infraestrutura tecnológica ou um computador resiliente a este tipo de situações é importante por vários motivos, não apenas por causa do “Ransomware”. A necessidade de existência de cópias de segurança e de uma correta politica para as mesmas, a capacidade de tolerância à falha, a implementação de mecanismos para prevenir a falha dos utilizadores, etc. a este processo chama-se “hardning”.

A DIGIHEART disponibiliza um portfólio de serviços de forma o colocar uma infraestrutura num estado de resiliência elevada e em muitos casos sem necessidade de comprar novos componentes tecnológicos.
22-12-2017
SECTUR – Segurança em Atividades Turísticas
As redes de sensores, as “smartcities” e a internet das coisas (IoT) são uma realidade na sociedade da informação. Empresas e cidadãos requerem cada vez mais que a informação circule à velocidade de um clique.

A DIGIHEART encontra-se a desenvolver um projeto inovador de monitorização e acompanhamento de atividades turísticas com a tecnologia LORAWAN, onde se pretende criar uma rede capaz de monitorizar o desempenho de uma atividade de desporto natureza em espaços de acesso difícil. Esta monitorização tem como objetivo aumentar a segurança da atividade e reduzir o tempo de comunicação entre o grupo que está no terreno e a base logística que se encontra a observar.

Os desafios deste projeto são enormes, mas os resultados esperados serão ainda maiores. Encontram-se dificuldades de vários níveis, descritas de seguida:
- Realização de atividades em localizações de acesso difícil;
- Equipamentos eletrónicos em condições ambientais adversas (água, vento, chuva, etc);
- Inexistência de cobertura de comunicações tradicionais;
- Necessidade de interação em tempo real;
- Capacidade de acionar mecanismos de SOS com envio de localização;
- Acompanhamento de múltiplos grupos;
- Análise de desempenho para avaliação de atribuição de recursos adicionais.

Todo o desenvolvimento deste projeto encontra-se sobre tecnologia aberta e as comunicações sobre a arquitetura LORAWAN.
22-12-2017
DESKTOPCLOUD – Escritório virtual
A era dos serviços “cloud” chegou, contudo, as organizações são levadas a aderir a serviços “cloud” por motivos de tendência tecnológica, sem realmente analisar os prós e contras do processo e as reais vantagens para a organização.

Dentro desta tendência a DIGIHEART, desenvolveu um modelo de análise e aconselhamento para a adesão de estruturas “cloud” que vai alem da simples análise de impacto financeiro, analisa aspetos como apoio e suporte, tendência das organizações, boas práticas de mercado e segurança.

Junto com este modelo, foi desenvolvida uma oferta comercial nos serviços “cloud” que passa pelos seguintes modelos:
- “Private cloud”: Consiste na instalação de uma estrutura tecnológica dentro da organização que serve os seus utilizadores como consumidores de serviços tecnológicos. Neste modelo o cliente tem todas as componentes dentro da sua organização e pode ter a gestão total da infraestrutura. Ao contrário dos tradicionais centros de dados, nesta abordagem todo o sistema de informação é visto como um serviço e o departamento de tecnologias de informação é visto como um fornecedor externo.
- “Infrastructure as a Service”: Nesta metodologia todos os serviços de tecnologias de informação são colocados no fornecedor externo, garantindo que a gestão e a qualidade de serviço não são afetadas. Normalmente a adoção desta abordagem apenas são transitados os servidores da organização e serviços como o correio eletrónico, página de internet, ERP, etc. são disponibilizados a partir desta metodologia.
- “Mixed cloud”: Esta abordagem é um misto entre “private cloud” e “infrasctructure as a service” em que é feita uma avaliação dos custos unitários de cada solução em cada metodologia e o esforço é distribuído mediante a necessidade do cliente.
- “Desktop cloud”: Esta é a abordagem de colocação total dos serviços em gestão externa. Nesta abordagem o cliente não tem qualquer custo com equipamentos tecnológicos, nem responsabilidade sobre os mesmos. Toda a estrutura é disponibilizada pelo fornecedor e todos os componentes tecnológicos são externos, desde o computador e monitor, passando pelos equipamentos de rede e terminando nos servidores e aplicações.
Quem somos
Duas ideias, um sonho...
Duas pessoas apaixonadas por tecnologia e colegas de estudo, cumprem um sonho de criar uma entidade especializada na implementação de sistemas de informação, ao serviço das necessidades de operação dos clientes/parceiros com que trabalham, segundo os mais elevados padrões de qualidade e segurança. Nasce assim a DigiHeart, entidade de engenharia e tecnologia onde cada projeto é distinto e cada cliente tem os sistemas adaptados à sua realidade.
2012
Nascimento e decisão estratégicaDurante o ano de 2012 os dois fundadores da empresa decidem juntar os esforços como consultores independentes e criam a DIGIHEART, que nasce em 4 de julho de 2012 com clientes na área da industria têxtil e serviços nos setores de revisão oficial de contas e medicina.

Neste ano é tomada a primeira decisão estratégica, a não existência de um departamento comercial. Transformar a empresa numa entidade pura de engenharia e cada recurso humano terá a sua função de representação perante os clientes e parceiros, reduzindo a distância entre a implementação técnica e as necessidades dos clientes.
2013
A consolidação da ideiaA ideia de criar uma entidade pura de engenharia e tecnologia que estivesse próxima das necessidades dos clientes e tratar cada projeto como único é consolidada no ano de 2013, com a satisfação dos clientes existentes, o aparecimento de novos pelo caminho da recomendação. Neste ano evidencia-se a expansão de setores de atividade onde a empresa opera com projetos no setor da educação e advocacia.
2014
Nova sede, serviços “cloud” e criatividadeEste é um ano de grandes novidades, onde se toma a decisão estratégica de crescer em 3 grandes frentes:
- Criação da sede da empresa com um espaço de qualidade e classe, onde todos os colaboradores se podem sentir em casa e em ligação com um ambiente natural e saudável ligado à cidade de Viana do Castelo, cidade da qual temos orgulho em pertencer.
- Criação de um centro de dados regional para serviços “cloud”. Esta oportunidade surge por necessidade dos clientes que reconhecendo o trabalho de qualidade nas infraestruturas tecnológicas, manifestam interesse em colocar os seus serviços na “cloud”, mas numa relação de proximidade, qualidade e onde exista capacidade de interação direta.
- Da mesma forma que os serviços “cloud” surge a oportunidade de diversificar as áreas de negócio para os serviços de criatividade, com o mesmo conceito de qualidade e proximidade. Estes serviços evidenciam-se na criação de salas técnicas adaptadas à realidade e espaços dos clientes, na imagem corporativa, no marketing digital e no web design.
2015
Crescimento acentuadoEste é o ano do crescimento em todas as frentes, em projetos, em recursos e em clientes. A equipa passa de 3 elementos para 8 colaboradores e surgem projetos em todos os setores de atuação (industria têxtil, metalomecânica, advocacia, solicitadoria, serviços de consultoria, educação e ensino profissional, medicina, apoio social). Neste ano surge a área de negócio da segurança informática com a necessidade crescente dos clientes de protegerem das ameaças das tecnologias de informação, em que a proteção de computadores, servidores, redes e a salvaguarda dos dados das organizações são o foco principal.
2016
Abertura da primeira filial e apoio às empresasO ano de 2016 foi um ano de crescimento, mas acima de tudo de consolidação no seguimento da forte atividade empresarial dos anos de 2014 e 2015. Neste ano abriu a primeira filial no maior espaço de cowork do Distrito de Viana do Castelo, LINK Cowork & Business, do qual a DIGIHEART é parceira e ao mesmo tempo integra na sua rede de parceiros da qual fazem parte várias entidades de relevo nacional e internacional. Parceiro: Link CB
AGORA
Nova fase de crescimentoNo ano de 2017 a empresa teve nova fase de crescimento em projetos e recursos humanos, passando a contar com 11 ativos a colaborar nas diversas áreas e um forte crescimento em projetos em todos os setores.
Responsabilidade
A visão da empresa sobre a responsabilidade abrange duas vertentes, a responsabilidade social e a responsabilidade ambiental. Inserida no Alto-Minho, região do norte de Portugal, a DIGIHEART procura apoiar a sociedade onde se insere através de várias iniciativas de apoio a causas relevantes na criação de uma sociedade saudável e baseada no respeito mutuo, integridade, solidariedade e com princípios de vida. Sendo uma empresa de base tecnológica a preocupação com o meio ambiente, consumo energético e poluição está na raiz da construção do projeto empresarial.
Compromisso
Uma das pedras base deste projeto empresarial é o compromisso com 4 pilares fundamentais, os clientes, as pessoas, os resultados e a sustentabilidade. Esta visão leva a que exista um comprometimento do projeto empresarial com o projeto dos nossos clientes, articulando com o projeto de vida dos nossos colaboradores e dos recursos dos clientes e fornecedores. Este compromisso é espelhado nas caras das pessoas que no dia a dia fazem a DIGIHEART acontecer e são o rosto da nossa qualidade, mesmo sendo um negócio de base tecnológica. O compromisso com os resultados e com a sustentabilidade é fundamental para garantir o futuro dos nossos clientes, fornecedores e colaboradores.
Qualidade
Existem 3 grandes eixos que baseiam a politica de qualidade da DIGIHEART, sendo eles a qualidade profissional, a qualidade técnica e a qualidade humana. Estes 3 princípios estão espelhados no processo de recrutamento de todos os colaboradores da empresa. É com esta tripla hélice que o projeto empresarial terá sucesso, pois a qualidade dos recursos humanos vai se refletir na qualidade do trabalho realizado.
Clientes
Indústria

Indústria

Administração Pública

Administração Pública

Serviços

Serviços

Educação

Educação

Tecnologia
Serviços Cloud
Serviços Cloud
A DIGIHEART, seguindo a sua politica de qualidade e proximidade com o projeto dos seus clientes, disponibiliza serviços “cloud” de última geração em duas vertentes, como infraestrutura de servidores privados virtuais e como projetos especiais à medida dos clientes. A visão da DIGIHEART perante os serviços “cloud” é diferente da maioria dos intervenientes no mercado, ou seja, esta abordagem não é vista como uma forma de virtualizar a relação com o cliente e disponibilizar um conjunto de tecnologias impessoais num centro de dados distante. Dentro da nossa visão estes serviços são serviços de proximidade, com pessoas que são conhecidas e a quem os clientes podem recorrer para apoiar nas suas implementações. O centro de dados tem um papel pró-ativo no desenho e implementação das soluções, funcionando como um elemento consultor para as decisões tomadas pelos clientes na sua abordagem tecnológica para apoiar o seu negócio.

Os clientes podem esperar todas as vantagens dos serviços “cloud” com um conceito de proximidade e apoio que permite mitigar as dificuldades na gestão e personalização da tecnologia ao negócio em causa.
Infraestruturas Tecnológicas
Infraestruturas Tecnológicas
Este é o setor de negócio original do projeto empresarial, junto com integração de sistemas. A abordagem da DIGIHEART perante as infraestruturas tecnológicas é novamente diferente da maioria das empresas, pois não estamos limitados a determinada tecnologia e procuramos sempre ser integradores de tecnologia e criar a melhor solução de engenharia para o problema de cada cliente. Por esta razão no portfólio de tecnologias utilizadas pela DIGIHEART encontram-se tecnologias abertas, comerciais, proprietárias e para vários setores distintos (educação e ensino, indústria, advocacia, revisão de contas, serviços, etc.). Esta abordagem é aplicada a todos os projetos que vão desde a adaptação de espaços, cabos, bastidores, redes, servidores, sistemas e programas, que são integradas e ajustadas mediante a necessidade do negócio de cada cliente.

O principio de segurança está enraizado nas infraestruturas construídas dentro dos limites aceitáveis para cada realidade onde trabalhamos, mas sempre com o objetivo de construir infraestruturas resilientes e tolerantes à falha.
Segurança Informática
Segurança Informática
A segurança informática é uma das problemáticas e preocupações das organizações da atualidade, é também uma área de forte atuação deste projeto empresarial e de toda a sua equipa. Debaixo deste setor das tecnologias de informação a DIGIHEART atua em várias vertentes, como melhoramento da segurança em infraestruturas, resposta a incidentes de segurança, monitorização em tempo real, alertas e avisos de segurança, análise forense e preservação da informação.

Contudo a DIGIHEART não se limita a instalar plataformas para resolver problemas nas áreas indicadas, atua sim como um grupo de engenharia que analisa determinado problema e tenta encontrar a solução otimizada para cada cliente, dentro das dimensões estabelecidas como financeira, temporal, técnica e conhecimento.
Consultadoria & Projetos
Consultadoria & Projetos
A unidade de consultoria e projetos da DIGIHEART desenvolve a componente de implementação de projetos à medida de clientes. Esta área procura encontrar soluções otimizadas para os problemas dos clientes, em que o desafio é alinhar o custo, às necessidades e ao impacto da mudança na organização.

Esta unidade responde a necessidades a componentes estratégicas (planos estratégicos, planos de continuidade, planos de melhoria, planos de reestruturação de sistemas, etc.) e componentes operacionais (implementação de redes, servidores, sistemas, soluções, etc), sendo capazes de investigar a produzir tecnologia à medida de cada necessidade.
Criatividade
0 Gestão de Imagem Corporativa Gestão de Imagem Corporativa
Gestão de Imagem Corporativa
1 Marketing Digital Marketing Digital
Marketing Digital
2 Webdesign Webdesign
Webdesign
3 Conceção de Salas Técnicas Conceção de Salas Técnicas
Conceção de Salas Técnicas
Recrutamento
Enviado para a Digiheart. Obrigado.
Escritório nº 1
Largo do Montinho, nº1
4935-472 Mazarefes
Viana do Castelo
Portugal
Escritório nº 2
Rua do Poço, nº28 e 30
4900-519
Viana do Castelo
Portugal
Contactos
geral@digiheart.pt